30 pessoas ficaram feridas em guerra de travesseiros numa academia militar dos Estados Unidos

Não, você não leu errado. É isso mesmo. Guerra de travesseiro deixa 30 feridos.
Cadetes da tradicional Academia Militar dos Estados Unidos, também conhecida como Academia de West Point, ao realizar tradicional guerra de travesseiros, que marca a despedida do verão, acabaram passando dos limites e agora estão sendo investigados, já que a "brincadeira" acabou deixando 30 feridos.

O caso aconteceu em 20 de agosto, mas só foi confirmado depois que as imagens da confusão vazaram na internet. Muitos dos alunos da instituição decidiram "rechear suas armas", com objetos duros e contundentes, segundo publicou o jornal The New York Times.

De acordo com o jornal, foram registradas dezenas de traumatismo cranianos, vários casos de ombros deslocados, além de um de aluno que quebrou a perna.

A guerra de travesseiros é tradicional em West Point, acontecendo anualmente há mais de um século.

A organização fica a cargo dos alunos do primeiro ano do curso de formação, como forma de comemorar o fim do período de treinos de verão.

Habitualmente, é obrigatório o uso de capacete, mas segundo um porta-voz da academia, em entrevista ao The New York Times, alguns o utilizaram como arma, os colocando dentro do travesseiro, com outros objetos.

A direção da Academia Militar dos Estados Unidos, que formou muitos dos altos comandandtes do exército do país, está investigando o ocorrido. Até o momento, nenhum cadete foi punido.