Grupo de apoio do Estado Islâmico é descoberto em São Paulo

Polícia Militar chegou, nesta sexta feira (05), em uma rua do bairro do Pari, em São Paulo, para uma ocorrência de um "possível assalto".


Ao chegarem no local, os policiais encontraram uma casa bem diferente das outras do bairro. A propriedade tinha um portão de ferro trancada por 14 cadeados, cerca elétrica e rodeado por uma dezena de câmeras de segurança.

A operação fora autorizada pela Justiça Federal com o objetivo de investigar um grupo suspeito de movimentar ilegalmente mais de R$ 50 milhões em cinco anos.

Ainda segundo a revista, os investigados formam uma célula especializada em lavagem de dinheiro, suspeita de apoiar o terrorismo. Seus integrantes defendem execuções em massa e a morte do presidente americano Barack Obama.

O grupo apoia o Estado Islâmico, a mais perigosa organização terrorista da atualidade.