NO DIA DA MULHER: Juiz condena Vovózinha que matou o estuprador que violentava sua filha deficiente de 3 anos a 30 ANOS DE CADEIA

“Era ele ou eu” disse a mulher condenada a 30 anos de prisao por matar estuprador de sua filha!

A mulher presa , Dona Naomi de 70 anos , matou o estuprador de sua filha e foi condenada em regime fechado a cumprir pena de 30 anos pelo assassinato do homem que estuprou sua filha deficiente de 03 anos de idade.

O juiz condenou a mulher por : HOMICÍDIO CRUEL E SEM POSSIBILIDADE DE DEFESA PARA A VÍTIMA

Naomi não conseguindo conteve-se ao ver as fotos do abuso no celular do agressor , ela o enfrento e esfaqueou com requintes de crueldade , como diz o EXTRA , o sujeito agredido acabou por morrer no hospital após ser socorrido pela policia. O que todo mundo diz , é que eles é que também teriam matado o homem que teria feito o estupro.

Ela continua presa, apesar de a advogada ter apresentado provas que justificariam a legítima defesa. Sua detenção é ilegal, uma vez que o código penal Federal estabelece legítima defesa quando a vítima “repele uma agressão real, atual ou iminente e sem razão”. Isso quer dizer que, pela lei, essa pessoa não somente não pode ser condenada, mas sua conduta não é reprovável.

Ao se comprovar a legítima defesa, ao não ser considerado um delito o crime contra seu agressor, ela teria de ser imediatamente libertada, mas a Procuradoria Geral de Justiça do Distrito Federal (PGJDF) ainda não acredita no estupro, declarando, por meio do procurador, que ainda estão coletando provas e fazendo diligências.