quarta-feira, 29 de novembro de 2017

PM pede à Justiça prisão de policiais suspeitos de matar refém em Goiás

A Polícia Militar de Goiás informou nesta quarta-feira (29/11) que encaminhou uma representação à Justiça pedindo a decretação de prisão preventiva dos policiais militares envolvidos no caso da morte de um refém e de um suspeito durante perseguição policial em Senador Canedo.


O pedido foi encaminhado pelo encarregado do Inquérito Policial Militar que visa apurar os fatos ocorridos na noite do último sábado, no município da Grande Goiânia.

Vídeo mostrou militares atirando em para-brisas de carro para simular troca de tiros depois de tentativa de assalto

Tiago Messias Ribeiro, de 31 anos, foi morto na noite do último sábado (25), enquanto era feito refém. Ele foi abordado pelo suspeito na chácara onde mora com a família, em Senador Canedo, sendo obrigado a entrar no carro e dirigir para o assaltante. O tiroteio ocorreu próximo a um posto de gasolina.